#Espertalhões

#Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

#Novas Aprendizagens

# Carta ao Senhor Ministro ...

# Primavera

# Se eu fosse um grilo

# Um dia triste

# A Ideia do Timóteo

# A Ideia do Timóteo - II

# A Ideia do Timóteo - I

# Se eu fosse um espantalho

# Espanta-Pardais e Maria P...

# Espanta-Pardais

#Já Aprendemos

# Junho 2008

# Maio 2008

# Abril 2008

# Março 2008

# Fevereiro 2008

# Janeiro 2008

#Visitantes

#Estamos a Ouvir


Aquarela - Toquinho

#tags

# todas as tags

blogs SAPO

#Estamos a Ver

Domingo, 13 de Abril de 2008

Experiência Cultural - V

Já que os professores franceses nos deram a conhecer um importante escritor francês, nós demos-lhes a conhecer o ilustre poeta nacional, Luís Vaz de Camões. Fizemos um friso cronológico, com as principais datas e acontecimentos da vida do poeta, que depois ilustrámos com uma banda desenhada.
Para ficarem a conhecer um pouco da poesia de Luís de Camões, deixamos um vídeo que encontrámos na Internet. Este vídeo, com música de Dulce Pontes, apresenta-nos o poema "Amor É Fogo Que Arde Sem Se Ver". Clica aqui!
Amor é fogo que arde sem se ver
 
Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;
 
É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;
 
É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.
 
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?
 
                           Luís de Camões
Bons Sentimentos:
Publicado por Espertalhões às 14:58

| Deixe Comentário
|