#Espertalhões

#Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

#Novas Aprendizagens

# Carta ao Senhor Ministro ...

# Primavera

# Se eu fosse um grilo

# Um dia triste

# A Ideia do Timóteo

# A Ideia do Timóteo - II

# A Ideia do Timóteo - I

# Se eu fosse um espantalho

# Espanta-Pardais e Maria P...

# Espanta-Pardais

#Já Aprendemos

# Junho 2008

# Maio 2008

# Abril 2008

# Março 2008

# Fevereiro 2008

# Janeiro 2008

#Visitantes

#Estamos a Ouvir


Aquarela - Toquinho

#tags

# todas as tags

blogs SAPO

#Estamos a Ver

Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

A Ideia do Timóteo

A IDEIA DO TIMÓTEO
O Timóteo estava a dormir mas passado o tempo de dormir ele acordou e pensou:
- O que ai de fazer hoje?
O Timóteo queria fazer uma coisa que lhe agradasse o dia todo e disse:
- Já sei! Vou pedir ao meu pai e mãe para ir ao carrossel vou me divertir muito!
O Timóteo foi se vestir rápido para ir ao carrossel.
Ele foi pelo corredor a cantar com o fato de equitação do pai quando tinha 32 anos.
O Timóteo foi para o carrossel e divertiu-se muito.
FIM
ALEXANDRE RIBEIRO NÚMERO 1
Bons Sentimentos:
Publicado por Espertalhões às 12:10

| Deixe Comentário | Quem nos escreveu (1)

A Ideia do Timóteo - II

 

Era uma vez um menino chamado Timóteo.
O Timóteo era um menino muito feliz. Uma noite Timóteo pensou:
- Deve ser muito giro andar de cavalo, por isso vou-me equipar.
O Timóteo fingiu que estava a andar de cavalo e tinha ganho uma competição, a taça de primeiro lugar com o seu cavalo Faísca.
Timóteo tinha o cavalo mais rápido do Mundo.
Ele e o seu cavalo eram muito populares e até já tinham a sua própria publicidade.
E foi assim que Timóteo e o Faísca se tornaram os amigos mais rápidos.

 

 

 

O desenho que eu fiz era muito diferente do que estava a ver, porque eu fiz o Timóteo com o seu cavalo a ganhar a taça e o que estava certo era ele a andar no carrossel.
O final original foi ele a andar no carrossel com muita música, o cavalo não tinha vida e os cavalos estavam agarrados aos ferros.
O que eu fiz tinha um cavalo com vida, o Timóteo ganhou a taça e havia muitos papelinhos.
(Bruno)

 

Publicado por Espertalhões às 12:05

| Deixe Comentário

A Ideia do Timóteo - I

 

Timóteo tinha um sonho que não consegui realizar, era estar numa corrida de cavalos.
No dia seguinte ele viu um poster, a dizer que, no dia seguinte, havia uma corrida. Ele foi logo a correr comprar o cavalo mais rápido que havia na loja. O cavalo chama-se Pégaso.
Voltou a casa, para ir descansar para o outro dia.
Depois vestiu o seu melhor fato, pegou no seu cavalo, foi para a corrida e meteu-se em cima do cavalo. No fim, quando chegaram todos à corrida, partiram e ganharam a taça Piston. Tiraram uma fotografia, os dois, e a fotografia ficou no quarto dele para sempre, que tinha um papel a dizer “Este é o dia mais feliz da minha vida”.
A professora deu-nos uma história, mas só com imagens, e não tinha o final da história. Nós tivemos de fazer o desenho final e terminar a história. Este foi o texto que escrevi, a partir das imagens.
 
O meu final era muito diferente do da história, porque eu fiz um cavalo de corrida e a história original era um carrossel que cantava quando os meninos andavam à roda.
Eu pensei que era uma corrida de cavalos por causa do sonho dele, parecia que estava em cima do cavalo e o cavalo estava a correr.
(Leonor)

 

 

 

Bons Sentimentos:
Publicado por Espertalhões às 11:46

| Deixe Comentário | Quem nos escreveu (1)

Se eu fosse um espantalho

Se eu fosse um espantalho chamar-me-ia Flompy.

Era feito de palha, tinha uma cartola negra com um corvo no cimo, um fato roxo aos remendinhos e uma perna de madeira agarrada ao chão.
Era simpático, humilde, amigo dos outros, querido e inteligente.
Eu vivia no meio de um campo para cultivar. Vivia com os meus donos e com os meus amigos. Os donos são o Rui e a Leonor, os amigos são o boi Filipe e o Carlos suricata.
Eu assusto os corvos e outros pássaros para não comerem as sementes dos legumes.
O meu sonho é querer conhecer a cidade.
(Gonçalo Bernardo)

 

 

 

Se eu fosse uma espantalha, chamar-me-ia Alina.
Eu teria um vestido azul-bebé com cravos roxos, remendinhos brancos e vermelhos, teria um cabelo liso e castanho claro, olhos azuis esverdeados e um cachecol aos quadradinhos.
Alina (eu) seria feliz, humilde, simpática e sorridente. Viveria no meio de uma seara onde havia campos e mais campos à minha volta. Teria uma amiga Beatriz que seria uma borboleta, uma margarida Sara P, uma pomba Inês, uma árvore Rita e uma flor Leonor.
Ficaria a olhar as nuvens, a ouvir os passarinhos a cantar, etc..
O meu sonho seria voar no meio das nuvens e falar com os pássaros.
(Rafaela)

 

Bons Sentimentos:
Publicado por Espertalhões às 11:36

| Deixe Comentário